BLOG

Materiais e Notícias
sobre o nosso mundo

Category filter:AllAtualizações e NotíciasCulturaGaleria
Por enquanto é isso… ;-)
site-4385.jpg

19ª Edição do Dança em Trânsito terá formato híbrido em 2021 e está programado para acontecer entre outubro e dezembro

A partir de 4 de junho, começam as primeiras ações do Dança em Trânsito 2021, com aulas de manutenção para profissionais de dança e artes cênicas. Sempre às sextas-feiras, as aulas serão gratuitas e online, mediante inscrição.

As aulas semanais de dança contemporânea serão inicialmente ministradas pela coreógrafa Flávia Tápias – a partir do Método Tápias, criado pela curadora e diretora artística do Dança em Trânsito Giselle Tápias – e, mais adiante, contarão com a participação de professores convidados. Com duração de 1h30, as aulas têm transmissão pelo canal do YouTube do Espaço Tápias.

A 19ª edição do Dança em Trânsito começa em outubro e segue até dezembro em formato híbrido, presencial e online, percorrendo diversas cidades. Mais informações serão divulgadas à frente. Com produção local da Marte Cultural em Florianópolis, o projeto é apresentado pelo Ministério do Turismo, o festival internacional é patrocinado pelo Instituto Cultural Vale e Engie.

 

Imagem Divulgação
Imagem Divulgação

Serviço

O quê? Dança Contemporânea / Método Tápias - Manutenção para profissionais
Quando? Toda sexta-feira, das 13h30 às 15h – a partir de 4 de JUNHO
Como se inscrever? Para participar é necessário enviar um breve currículo, de até três linhas, para o e-mail online@espacotapias.com.br. Aguarde por e-mail a confirmação com o link para sua participação na aula inaugural. Mais informações no site do Dança em Trânsito.

Apresentado por MINISTÉRIO DO TURISMO
Patrocinado por INSTITUTO CULTURAL VALE, ENGIE
Realização ESPAÇO TÁPIAS, SECRETARIA ESPECIAL DE CULTURA, MINISTÉRIO DO TURISMO, GOVERNO FEDERAL – PÁTRIA AMADA BRASIL

2019_08_19_Festival_Nacional_Danca_Aracatiba-CLARILDO-9782
vertigo-dance-company-lr

Dança em Trânsito

Criado em 2002, o Dança em Trânsito é um festival internacional de dança contemporânea que tem por objetivo valorizar, promover e democratizar esta expressão artística, seja pelo intenso intercâmbio entre artistas e companhias do Brasil e do exterior, como também pela itinerância, percorrendo desde as grandes cidades até pequenas localidades no interior do Brasil, em teatros ou espaços públicos. Sua atuação abrange ainda residências artísticas, com oficinas de criação, e workshops, abrindo canais para novos talentos da dança, e a formação de plateias, estimulando o interesse pelas artes e pela dança. O festival é parte do projeto Ciudades Que Danzan, que reúne 41 cidades em diversas partes do mundo com o intuito de difundir a dança contemporânea. Desde a sua criação, o Dança em Trânsito já apresentou mais de 90 companhias de 16 países em 18 cidades de nove estados brasileiros, para um público de mais de 48 mil pessoas.

Informações para a imprensa:
Leila Grimming
leilagrimming.imprensa@gmail.com
Tel: 21 98112-3390

Conheça as nossas soluções para patrocinadores

Conheça as nossas soluções para proponentes


51_INTERNET_0204_-1200x800.jpg

O projeto Sexta Jazz AF terá cinco edições entre 6 de novembro e 11 de dezembro. As apresentações serão ao vivo e transmitidas pelo canal da AF – Aliança Francesa Florianópolis – gratuitamente

Se hoje a cena de música instrumental e jazz de Florianópolis é referência no país, muito se deve a projetos como o Sexta Jazz AF. Desde 2014, o evento promovido pela Aliança Francesa da Capital apresenta o virtuosismo dos músicos de Santa Catarina em homenagens épicas aos maiores nomes do jazz mundial. Em 2020, o Sexta Jazz terá uma temporada de shows em live streaming. Entre novembro e dezembro, serão cinco edições para matar as saudades das noites de boa música. A estreia da temporada deste ano será no dia 6 de novembro com o Especial John Scofield: A Go Go. A transmissão será pelo canal no YouTube da Aliança Francesa de Florianópolis.

Um trio formado por Tiê Pereira (baixo), Mauro Borghezan (bateria) e Fábio Carlesso (guitarra) vai apresentar as principais faixas do álbum A Go Go. Lançado em 1998, o disco é exemplo inegável da versatilidade de John Scofield, guitarrista norte-americano de 68 anos. Foi gravado com o trio Medeski, Martin e Wood e é considerado um dos melhores da carreira do músico. 

— A gente pesquisa muito, nos desafiamos e procuramos apresentar temas e músicos diferentes em cada edição. Scofield é um grande guitarrista de jazz, foi um dos primeiros a unir o funk ao jazz. Nesse álbum, aparece bem a influência da música negra, do funk, do improviso jazzístico, com seção rítmica influenciada por James Brown. É um disco que escutamos e tocamos muito — diz Tiê Pereira, um dos curadores musicais do projeto.

Scofield começou a ter projeção na carreira depois de tocar na banda de Miles Davis (1926-1991), nos anos 1990. É reconhecido por ser liberto de apegos à tradição jazzística.

— Ele sempre buscou jogar no som, de forma muito nítida, suas influências. Tem bastante country, blues e até coisas relativamente mais recentes, como música eletrônica e drum ‘n bass. Pela própria maneira de tocar, Scofield influenciou muitos guitarristas. E ele continua lançando discos bem diversos, recentemente gravou um álbum com referências à música gospel — conta Tiê.

Sexta Jazz é realizado desde 2014 pela AF Floripa

 

Desde a primeira edição, em 2014, foram realizadas 58 edições do Sexta Jazz em Florianópolis. O projeto ocupou diferentes palcos: o Centro Cultural Fabiano Silveira, a sala Lindolf Bell, no Centro Integrado de Cultura (CIC) e, desde 2018, o estacionamento do Shopping Iguatemi. De lá para cá,  foram feitos shows memoráveis e homenagens a ícones do jazz mundial, como Bill Evans, Miles Davis e Ella Fitzgerald; passando por brasileiros como Hermeto Pascoal e Alegre Corrêa, de Santa Catarina; e ainda nomes como Paquito D’Rivera, Erykah Badu, Avishai Cohen e Wes Montgomery.

Diante de um cenário de pandemia e de um ano atípico, a decisão da Aliança Francesa de Florianópolis foi de manter o calendário de 2020.

 — As condições sanitárias estão respeitadas e temos que continuar a nossa missão. Agora, mais que nunca, a AF tem que promover a cultura na cidade — enfatiza a diretora geral da AF, Marilyn Pellicant.

Entre 6 de novembro e 11 de dezembro, serão cinco edições, sempre nas sextas-feiras, às 20h, no canal da Aliança Francesa de Florianópolis no YouTube. A próxima será um especial sobre Sonny Rollins e o álbum A Night At The Village Vanguard.

— Neste momento, como ainda queremos promover o distanciamento social e os cuidados necessários contra a Covid-19, optamos por realizar os concertos em um estúdio profissional de audiovisual que já cumpre todos os protocolos. Com isso, garantimos uma necessidade mínima de profissionais envolvidos presencialmente, diminuindo os riscos do contágio. Podemos garantir que a qualidade da transmissão será um diferencial, além da tradicional dedicação dos músicos catarinenses e a escolha cuidadosa do repertório — garante o produtor Tailor Morais, da Marte Cultural.

O Sexta Jazz 2020 é viabilizado por meio da Lei de Incentivo à Cultura. Patrocínio da ENGIE. A coordenação é Marte Inovação Cultural. Realização da Aliança Francesa Florianópolis, Ministério do Turismo e Governo Federal.

Agende-se

Live Sexta Jazz AF 2020 | Especial John Scofield: A Go Go
Quando: sexta, 6/11, às 20h
Onde: Canal da Aliança Francesa de Florianópolis no YouTube
Quanto: gratuito
Evento online
Informações: www.affloripa.com.br

Conheça as soluções da Marte para patrocinadores